Uma boa reportagem

Para assistir ao Globo Repórter sobre orgânicos, clique na imagem:

Captura de Tela 2016-04-27 às 20.54.08

O que essa matéria tem a ver com a sua saúde? O que tem a ver com o futuro dos teus filhos?

Meu amado e eu estamos muito determinados na busca por uma vida mais saudável para nós. E queremos difundir para todos. Com paixão e com ciência (e consciência).

Separei trechos que considero importantíssimos:

“Estudos que compararam os ovos de galinhas orgânicas com os ovos de galinha de granja concluíram que as galinhas felizes, botam ovos com o dobro de vitamina E e 40% a mais de vitamina A.

12min55s
“E o veneno poderoso não mata só a mosca da goiaba. Ataca, também, a saúde do homem. Quem afirma é este epidemiologista da Fiocruz, que se dedica a estudar o efeito dos pesticidas: substâncias das mais agressivas.”
Sergio Kofman: “elas têm um efeito bastante diversificado nas populações que estão expostas. Tanto diretamente como nas populações em geral que entra em contato, por exemplo, através dos alimentos”.

16min48s
“Comer frutas legumes e verduras é uma das recomendações para prevenir o câncer. Melhor ainda se forem livres de agrotóxicos. O nutricionista do Instituto Nacional do câncer explicar por que.”
Fabio da Silva Gomes (nutricionista do INCA): “os alimentos orgânicos tem uma quantidade de compostos quimiopreventivos, compostos anti cancerígenos 15 a 30% maior do que os alimentos que são produzidos com agrotóxicos”.

18min10s
“A pesquisadora da Universidade Federal do Paraná, Sônia Stertz comparou amostras de alimentos orgânicos convencionais e hidropônicos, aqueles cultivados em água. E adivinha qual delas apresentou maior concentração de agrotóxicos?”
Sônia: “os hidropônicos, para nossa surpresa, apresentaram mais de 40% das amostras com algum tipo de contaminação.”
“Mas qual é o mal que os agrotóxicos podem causar?
A lista de doenças é enorme.”
Sérgio Kofman: “depressão, más formações congênitas, alguns tipos de câncer, como leucemias e tumores de cérebro, transtornos da imunidade, alterações na qualidade dos espermatozóides…”

20min14s – fazenda de orgânicos em Jaguariúna/SP
“Numa plantação como essa não existe o medo de pôr a mão na terra. Aqui não se usa veneno nenhum tipo de produto químico. E o que garante uma boa colheita é, simplesmente, um cuidado maior. Cada uma dessas plantinhas, aqui, é fruto de muita dedicação.
É um novo jeito de lidar com a terra. Pensando bem é um jeito muito antigo de lidar com a terra. É como voltar no tempo. Quando ainda não existiam agrotóxicos.”
(…)
“Pragas? A prevenção e com remédios naturais à base de plantas. Mas o maior segredo está, simplesmente, em respeitar a lógica da natureza. Não é por acaso que esta hora esta horta tem tanta variedade.”
Romeu Mattos Leite – veterinário e agricultor: “você tendo uma grande variedade de plantas você tem uma diversidade grande de insetos que são atraídos por essas plantas. Aí vem um inseto que come a planta mas também vem inseto que é predador daquele outro que come a planta. Com o passar dos anos o sistema vai entrando em equilíbrio. Já faz vários anos, agora, que, nem esses produtos permitidos, a gente está precisando usar mais. O sistema entrou em equilíbrio.”

“Orgânicos, não significa apenas livre de agrotóxicos. Essa é apenas uma das condições para um alimento receber esse nome. Numa plantação como essa, existe também a preocupação com o meio ambiente e com o bem-estar de quem lida com a terra. O que nasce aqui é um jeito diferente de cuidar da saúde das pessoas e também do planeta. É por isso que um alimento orgânico é tão diferente do convencional. Ele foi cultivado com o máximo de cuidado para não desgastar o solo, não desmatar florestas, não poluir a água, Nem o ar. E respeitar o trabalhador rural.”

24min50- Hatsu Ono – agricultor de orgânicos.
“Vantagem? Em primeiro a saúde, né? E eu achei muito interessante que o freguês, que procura essas coisas, é gente muito boa”

25min47s
“É a ideia de um futuro mais saudável, que nasci nessa horta em Jundiaí, interior de São Paulo.
Tudo o que acolhido aqui, já tem destino certo. Ai para consumidores exigentes. Eles aprenderam, desde muito cedo, a se alimentar bem. O que vem da horta vira alimento para todos os alunos da rede municipal aqui da cidade. E a hora da comida acaba sendo também uma aula, diária, de saúde.”

Um projeto lindo da Prefeitura Municipal de Jundiaí que planta a horta e serve pras crianças na rede municipal. A prefeitura e o trabalho da nutricionista Maria Angela Delgado. Eles pesquisam quais são os alimentos que as crianças não gostam, e passam a plantá-los com as crianças, e isso faz com que haja 97% de aceitação.
Quem prepara comida, não são merendeiras. Ela são auxiliares de serviços educacionais. A mudança de nome veio junto com a mudança de cardápio das escolas.
Maria Regina Silva Camargo – auxiliar de serviços educacionais
“Não tinha arroz, essas coisas. Era muita coisa empacotada, sabe? Muita coisa industrial. Agora, a comida é mais saudável.”
“As 30 creches mantidas pela prefeitura de Jundiaí recebem entregas da horta todos os dias. Pelo menos 80% das verduras e dos legumes que os pequenos comem, são orgânicos.”

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s